Ω SuperPost: Os Bosses da Saga God of War Ω

E depois do post com todas as criaturas da Saga, vamos postar um com todos os BOSSES! Afinal, sem esses desgraçados, o jogo não teria a mesma intensidade e nem seria tão fodelástico! Nenhum jogo seria, né? A ordem dos Bosses irá ser de acordo com a cronologia dos games! Só lembrando que nesse post tem alguns Spoilers! Então, quem ainda não jogou algum dos jogos e não quer saber desses ''detalhes'', toma cuidado :P Bora lá:

God of War: Ascension


E vamos começar com Briareu, dos Hecatônquiros, primeiro Boss de God of War: Ascension! Briareu foi o primeiro a ser aprisionado pelas Fúrias após quebrar uma Jura de Sangue á Zeus. Briareu está preso e praticamente morto (se já não está). Para fazer o Gigante atacar Kratos, Megera manda seus Parasitas o infectarem, transformando suas mãos em monstrinhos vivos com garras e sua cara em uma coisa escrota com garras saindo das mandíbulas. Kratos usa as Mãos-Infectadas de Briareu para matá-lo, destruindo seu rosto.
Apesar de alguns acharem que não, o Manticora é considerado um Boss de Ascension. Creio eu que somente o primeiro seja o Boss, e o segundo um Sub-Boss! Ele é uma criatura com corpo e cabeça de leão (na Mitologia Grega sua cabeça é humana, mas convenhamos que no jogo isso não cairia bem), asas e cauda de escorpião. Ele protege a entrada do Templo do Oráculo. Enfrentamos esse Guardião e depois antes do Desafio de Arquimedes, que tem as asas cortadas antes do início da luta. O ataques dos dois consiste em atacar com a asa, com a cauda e atirar fogo.


Castor e Pollux, ou, o Profeta, é um velho ranzinza que tomou os poderes do Oráculo de Delfos e transformou seu Templo em um Templo de adoração a ele mesmo. Todos aqueles que vão levar tributos para o Oráculo, é despachado pelo Profeta, que diz que o Oráculo não deve ser incomodado no momento ou que suas oferendas não são suficientes. No inicio da batalha contra Kratos, o Profeta revela seu irmão siamês, Pollux, e usa o Amuleto de Ouroboros para restaurar a vida de seu irmão e voltar a ser jovem. Lutamos primeiro com Castor e depois Pollux. Caímos junto com ele do penhasco que se forma da queda do chão do Templo, arrancando Pollux do corpo de Castor, que morre na queda, e esmagando a cabeça do baixinho ao cairmos em terra firme.


Daimon é o "bicho de estimação" de Tisífone. Lutamos com ele 99% ao mesmo tempo que lutamos com sua mestra. As raras vezes que lutamos contra ele é por menos de 10 segundos! Ele auxilia sua mestra na batalha, mas uma vez também deu apoio a Megera.
Daimon pode dar um rasante pra cima de Kratos, dando bicadas, agarrar Kratos e lançá-lo ao chão.
Daimon pega a Pedra da Jura de Orkos antes de sermos capturados.
Nós o matamos batendo nele com os Olhos da Verdade.




Megera é a primeira das 3 Fúrias que enfrentamos e matamos. Enfrentamos ela primeiramente nas Ruas de Esparta, ilusão criada por Tisífone. Lá, arrancamos um de seus braços e logo seguimos para enfrentá-la junto com Tisífone, agora num lugar real. Seus ataques consistem em atacar com os tentáculos.
Depois de sermos aprisionados, Megera é responsável por nos torturar, e numa dessas "sessões", quebra a algema do pescoço, e escapamos. Matamos ela logo após matar Briareu.


Tisífone é a segunda das 3 Fúrias a matarmos. Sua principal função na história é criar ilusões para tentar enganar Kratos. Suas principais ilusões são: as mulheres nuas (essa é a melhor, né não?!) e o Rei de Esparta. Ela em si não ataca na maioria das vezes, somente cria algumas fontes de energia; Daimon é responsável pela maioria das investidas da Fúria.
Na batalha final, ela luta junto com Alecto e antes de ter seu pescoço quebrado por Kratos, ela se transforma em Kratos, no Rei de Esparta, no Oráculo da Vila de Atenas e na esposa de Kratos para tentar escapar do ataque do Espartano, mas claro, nada resolve!



 Alecto é a Rainha das Fúrias e contra quem menos lutamos. Ela aparece primeiramente como um monstro gigante marinho (antes do lançamento do game, acreditávamos que se tratava de outra criatura, Carybdis) em Delos, tentando matar Kratos.
Alecto também tem o poder de criar ilusões, mas só o fez uma vez durante o game, que é antes da luta final, mostrando Kratos junto com sua filha e esposa, que é Alecto.
Lutamos com a Fúria na forma de monstro marinho, que ataca com os tentáculos em uma parte da luta e com a boca na outra. Kratos a mata empalando-a no peito com as Lâminas do Caos.

God of War: Chains of Olympus:


 O Rei Persa é o responsável pelo ataque á cidade de Attica. Além de liderar o exército Persa ele comanda o terrível Basilísco e ainda usa uma magia chamada Efrett, que convoca um demônio de fogo que soca o chão liberando uma onda de chamas. Na luta ele usa sua espada, alternando entre ataques leves e um carregado. Numa tentativa de se salvar, o Rei Efrett oferece á Kratos mulheres, ouro, mas nada adianta e ele é morto com caixadas cheia de ouro na cabeça! Uma curiosidade é que os Persas usariam um elefante gigante como montaria, mas no final foi descartado. O Elefantauro de Ascension possivelmente é uma referência a ele.


O Basilisco é o "bichinho de estimação" do Rei Persa, que ataca Attica junto com ele, causando um caos total. Logo no início do game, no nosso primeiro encontro com a criança, ele já mostra seu poder ao engolir um ciclope praticamente inteiro! Seus ataques consistem em atacar com as garras e cuspir fogo. Na luta final contra ele, quebramos sua mandíbula.
Outro inimigo cortado de Chains of Olympus foram os Basiliscos Infantis, que serião como filhotes do grandão (ou seja, seria "a grandona"!), assim como os Escorpiões Filhotes e as Crias do Scylla.


O Caronte é o barqueiro dos mortos e um dos Bosses de CoO. Lutamos com ele duas vezes na história! Na primeira vez, ele usa um ataque que não conseguimos defender e Kratos acaba morrendo e indo para o Hades! Na segunda vez nós temos a Manopla de Zeus e quebramos os pilares mágicos do barco de Caronte. Alguns dos poderes de Caronte vem de sua máscara, arrancada por Kratos. O Barqueiro também usa sua foice para lutar. Kratos a usa para cortar ao meio o corpo de Caronte, que se transforma em um fantasma e é morto pela Manopla de Zeus.


Perséfone, esposa de Hades e Rainha do Submundo é a Boss final de Chains of Olympus. Ela faz Kratos cair numa armadilha, dizendo para ele deixar todas suas armas e magias na Árvore do Abandono e ficar com sua filha, Calliope, no Elísio. Perséfone revela que queria Kratos fora do caminho para junto com Atlas, destruir o Pilar do Mundo e destruir tudo que existe. Kratos recupera as armas e a batalha se inicia. Perséfone veste sua armadura, revelando possuir asas. Na luta seus ataques consistem em lançar esferas de energia em Kratos ou canalizá-las em um ponto do chão; atirar pedras ou atacar com os punhos mesmo. Kratos prende Atlas durante a luta e finaliza Perséfone atravessando seu peito com a Manopla de Zeus.

God of War I:


A Hidra, é um Boss especial pois é o primeiro que enfrentamos em TODA a Saga God of War! Então, por favor, palmas pra ela \o/
Enfrentamos várias cabeças da Hidra, consideradas Sub-Bosses, sendo a Hidra Rainha o verdadeiro probrema! Fomos mandados atrás dela por Poseidon, pois a criatura estava perturbando seus mares há algum tempo. Seus ataques são sempre mordidas, com exceção da primeira, que também bate seu corpo contra o chão do navio.
Matamos a Rainha enfiando sua boca na ponta de um mastro do navio.


 Medusa, a Rainha das Górgonas, é o segundo Boss do game. Quem nos da a missão de matá-la, é Afrodite, que diz que se conseguíssemos arrancar sua cabeça e trazê-la pra ela, ganharia o poder de transformar os inimigos em pedra.
Medusa tem uma aparência frágil, mas pode oferecer problemas aos jogadores. Seus ataques consistem em dar rabadas, arranhadas e tentar petrificar Kratos.
Matamos ela, obviamente, arrancando sua cabeça cruelmente com as mãos.
Vale lembrar que Medusa é a primeira Górgona que enfrentamos durante a Saga GoW, sendo também a primeira em que usamos a cabeça como arma!
E aproveitando aqui, um recadinho: Noobs malditos, parem de chamar as Górgonas de MEDUSA, só existe UMA MEDUSA na Mitologia Grega, as criaturas que tem cabelo de cobra e o caralho á quatro, são chamadas de Górgona!!! Nós matamos milhares de Górgonas durante a porra da Saga, não MEDUSAS! Obrigado!




 O Guardião de Pandora é um Minotauro gigante que usa uma armadura, parecendo mais poderoso e amedrontador do que realmente é. Ele fica no Templo de Pandora, preso por um portão acorrentado. Ele guarda uma sala para o caixão de um dos filhos do Arquiteto Pathos Verdes.
N[os lutamos contra com o bicho com armadura, que desfere golpes com o chifre e também cospe fogo.
Posteriormente, Kratos arranca sua armadura, revelando um grande Minotauro magricela e sem carne! Nós o matamos lançando uma estaca contra seu peito, prendendo-o no portão de madeira que o prendia, fazendo-o quebrar o portão abaixo de seus pés, liberando passagem para nós!






 Ares, um dos Bosses mais épicos de toda a Saga (alguns consideram o Mais épico) e com certeza um dos mais difíceis. Bom, não é novidade pra ninguém que o Deus da Guerra original arruinou a vida do Espartano, fazendo-o matar sua própria mulher e filha, tornando-o o Fantasma de Esparta! Por causa dele Kratos sofreu anos de visões sobre o monstro que ele havia se tornado durante seu tempo de servidão ao Deus da Guerra. Ares até chega a matar Kratos antes da luta! Mas Kratos abre a Caixa de Pandora e começa uma linda batalha. Ares é forte, tem poderes de fogo, tentáculos e armas. A primeira parte da luta é divertida até, mas quando Ares percebe que está levando a pior, vem o inferno! Aqueles Doppelgangers malditos! Mas enfim, Kratos se entrega a Ares, porém Kratos recebe um último presente dos Deuses: A Lâmina dos Deuses, na qual empala o peito de Ares! Era o fim de Ares, o Deus da Guerra, e o surgimento de Kratos, o Deus da Guerra!

God of War: Betrayal


Betrayal possui somente 2 Bosses! E um desses, Argos, o bicho de estimação de Hera que possui vários olhos (inclusive nas mãos e na língua, segundo a Mitologia), nos perturba praticamente o jogo inteiro. Como Betrayal é para celular, nada de tão espetacular foi feito neles. Argos nos confronta várias vezes, mas em nenhuma delas há uma grande diferença; os ataques dele se resumes em tentar bater em Kratos. Argos fica mais forte a cada batalha nova, porém, nada que vá te dar dor de cabeça.
Depois de todo esse esforço, nós nem mesmo os matamos: quem termina nosso serviço é o Assassino, o cara encapuzado desconhecido até agora (temos várias suspeitas de que seja Ezio e.e bom, quem sabe seja algum assassino Grego, não?! Ubisoft, olha essa ideia sua lindja =D)


 O segundo Boss, e consequentemente, o último, é Ceryx. Ele é o filho de Hermes, que ficou encarregado de dar uma mensagem á Kratos que se resumia naquela ladainha de sempre: "Pare agora ou sofra a fúria dos Deuses, mortal tolo!". Mesmo quem não jogou ou nem conhecia o jogo já sabe que Kratos tava cagando e andando pro cara e deu um pau nele.
E é um pau mesmo, porque a batalha não tem graça nenhuma! Ceryx invoca alguns Cérberus e invoca uns campos de energia para tentar causar dano á Kratos.
Nós o matamos e enfurecemos ainda mais os Deuses, claro... mas já sabemos o que vai dar no final, né não Jão?!






God of War: Ghost of Sparta


Scylla é um dos monstros marinhos comandados por Poseidon. Ele foi enviado pelo Deus dos Mares para atacar Kratos e impedi-lo de chegar á Atlantis. Scylla manda suas criar atrás de Kratos e também fica bloqueando seu caminho com os tentáculos. Na luta, Scylla usa suas garras, boca e tentáculos para atacar. Na mitologia grega, Cylla tem várias cabeças, porém no game é uma cabeça com vários tentáculos.
Na primeira luta, Kratos danifica sua mandíbula, e somente na segunda luta, dentro do vulcão de Thera, ele a mata, fincando sua cabeça numa espécie de broca. Essa segunda luta na verdade não é uma luta, nós somente temos que apertar uma sequência de botões para matá-la.
Depois, se vocês quiserem, vou postar o mito da Cylla e Carybdis, bem daora!






Callisto é o segundo Boss de GoS e também a mãe de Kratos! O Espartano tivera uma visão no início do game de alguém pedindo ajuda em Atlantis... era ela! Callisto diz que seu irmão, Deimos, está vivo e sendo mantido como prisioneiro no Reino da Morte e que Kratos precisa salvá-lo. Na hora em que revela o nome do pai de Kratos, responsável por tudo aquilo, ela se transforma em um monstro e Kratos é obrigado a lutar contra ela.
Seus ataques consistem em investir contra o filho, aproveitando sua força extra, e morder.
Kratos a destrói, e ela se transforma de novo em mortal, dando um último aviso á Kratos sobre sua missão e morre..











O Leão de Piraeus é um grande e feroz leão preso no subterrâneo de Esparta, que é libertado por Kratos durante sua passagem pelo local.
O Leão de Piraeus é bem forte, pode atacar com as garras, segurar Kratos no chão para mordê-lo e até mesmo rugir, atordoando Kratos por um momento.
Kratos o mata rasgando sua barriga.







Erynia é a filha de Thanatos, e quando a vemos pela primeira vez, descobrimos que ela está tentando nos encontrar! 
Quando esse encontro finalmente acontece, dá início a um Boss que eu achei bem filho da p%t@ no Very Hard, mas que na verdade não da muito trabalho. 
Erynia tem superforça, super-velocidade, super-resistência e bla bla bla (!). Possui asas e garras afiadas. Possui um poder de criar uma esfera de vácuo ou coisa assim, que voa em direção á Kratos para causar dano; e provavelmente possui poderes de cura, pois após arrancarmos suas asas, ela a regenera. Também pode invocar algumas águias para bicar Kratos.
Mas o poder mais impressionante é a capacidade de se transformar em uma gigante águia protegida por uma resistente armadura! Nós voamos pelos céus junto com ela quando ocorre a transformação, e só conseguimos atingi-la por conta do Thera's Bane
Quando atingimos o solo, a bicha ainda tenta lutar, mas acaba tendo o braço arrancado e o coração empalado pelo Espartano. Mas ela foi útil: nos concedeu a Magia Scourge of Erynis.


 A penúltima luta do jogo é com nosso recém conhecido irmãozinho Deimos! Mas não se enganem, todos esses anos acorrentado não deixaram o cara fora de forma não! Muito pelo ao contrário, ele consegue dar uma boa surra em Kratos!
Deimos pode não ter espadas para lutar, mas conta com uma manopla "improvisada" e com ela faz bonito! 
No final da luta, ambos caem do lugar aonde estavam, e Deimos começa a socar Kratos impiedosamente, até sua manopla quebrar. Quando faltava alguns poucos socos para o Espartano mais velho sucumbir aos braços de Hades, Thanatos agarra Deimos e o leva embora. Claro que Kratos, como um bom irmão mais velho, vai atrás de Deimos!

Curiosidade!: Deimos mostra uma incrível força na luta contra Kratos, mesmo usando somente uma manopla. Isso se deve ao fato de que ele também é filho de Zeus, possuindo habilidades sobre-humanas. Apesar disso, supõe-se que Kratos deixou seu irmão ganhar a luta, pois na versão remasterizada para PS3, assim que a luta termina, o troféu que pipoca na tela tem o nome de: "Let Him Win", que em português fica "Deixe-o Ganhar!"














E por último, claro, não podia deixar de ser Tânatos, o Senhor da Morte! "Mas PH, Senhor da Morte não é o Hades??" Não, Hades é o Deus dos Mortos e das Riquezas do Submundo, já Tânatos, é o Deus da Morte! Há uma diferença! Tânatos é também mais velho e poderoso que muitos Deuses Olimpianos, já que ele é filho dos Deuses Primordiais Érebo e Nix, assim como Caronte, o Barqueiro de Chains of Olympus também era, mas esse era mais café com leite.
Esse Boss é com certeza um dos mais legais já feitos em toda a Saga God of War. O principal motivo é que nós não lutamos sozinhos, e sim com Deimos, que resolveu fazer as pazes com seu irmão e decide lutar com ele, usando a arma Arms of Sparta que Kratos lhe deu. 
Tânatos tem um espada que cria aberturas no chão para atingir Kratos, possui asas e, assim como sua falecida filha, pode se transformar. Mas ao invés de se transformar numa enorme águia com armadura, ele se transforma em uma grande besta com armadura! Como besta, ela pode atirar pela boca uma esfera de vácuo igual sua filha fazia, porém mais poderosa. Suas porradas também tiram bastante dano, então é bom tomar cuidado!
A força de Tânatos é muito bem demonstrada aqui, afinal, ele consegue lutar contra Kratos e Deimos ao mesmo tempo e ainda [Spoiler Alert!!!] matar Deimos! 
Claro que depois disso, Kratos fica muito puto, ativa o Thera's Bane e acaba com a raça do infeliz!


God of War II

-- God of War 2 recebeu um grande destaque pelo seu número beeem grande de Bosses em relação a God of War I! Para você ter uma ideia, GoW2 apresenta 14 Bosses, enquanto GoW3 apresenta 9!


 Podemos dizer com toda certeza que o Colosso de Rhodes é um dos Bosses mais épicos já criados! Convenhamos, lutar com uma estátua gigante com poderes divinos não é pra qualquer um! Claro que quem poderia resolver esse problemão, literalmente, só poderia ser Kratos! 
Tá certo que recebemos uma pequena "ajuda" do nosso querido e amado pai Zeus, mas nada que Kratos não pudesse resolver sozinho.
E lembrem-se sempre da lição que aprendemos: Nunca aceite ajuda de estranhos, mesmo se esse estranho for seu pai :P








 Para alguns enfrentar inimigos enquanto voa em um Grifo não é a melhor maneira de se divertir em GoW 2. E parece que os produtores do jogo previram que haveria esse tipo de gente, e criaram um oponente pra ferrar logo de vez a felicidade deles: o Dark Rider, ou, se quiserem, Cavaleiro Negro
O cara possui um Grifo negro e bem estiloso, e claro, mais forte que o nosso, e uma lança que vocês devem conhecer muito bem: a Lança do Destino
Nós lutamos com ele duas vezes: a primeira o infeliz nos obriga a entrar na Caverna do Tifão, mas na segunda Kratos consegue dar um trato nele e no Grifo estiloso dele.
Lutar com esse sátiro metido a besta em pleno voo pode não ser tão ruim, mas se não tiver atenção pode se tornar um dos Bosses mais frustrantes que já enfrentou na Saga!





 Mais uma vez provando que tamanho não é documento, Kratos enfrenta o grande herói Teseu com garra e determinação para conseguir pegar a chave da porta que Teseu fez o favor de trancar. 
Pode parecer uma luta fácil, mas é escolhida por muitos como a luta mais difícil do Very Hard! Afinal, ele não luta só com sua lança, mas também cria cristais de gelo e invoca Minotauros de Gelo! Acho que ele tava precisando esfriar a cabeça..





Das profundezas do Hades, sedento por vingança, surge o Rei Bárbaro. Claro que depois de Kratos ter arrancado sua cabeça, ele não tem mais a beleza de sempre, e passar um tempo no Hades como um espírito maligno não deve ter ajudado muito! 
E com a ajuda das Irmãs do Destino, ele voltou justamente para se vingar de Kratos do dia em que ele pediu ajuda ao Deus da Guerra Ares e acabou matando ele e seu exército inteiro de Bárbaros! 
O Espartano não perdoa nem o cavalo morto-vivo, que é o primeiro a dançar na luta. Depois o Rei dos Bárbaros tem sua cabeça esmagada por seu próprio martelo, o Martelo Bárbaro, que se tornar uma arma útil para Kratos, pois além de força, ela ainda pode invocar algumas almas para ajudar no combate!









"Porra PH, o que um Cérbero tá fazendo na lista de Bosses??" Vocês podem não saber, mas o Mole Cerberus (algo como "Cérberus Toupeira '-' ) também é considerado um Boss. Isso porque ele não é um Cérberus comum, que você vai lá, arranca uma cabeça de cada vez e pronto! Esse Cérberus é responsável por te ''dar'' um dos itens mais importantes de GoW 2 e 3: o Velocino de Ouro, item responsável por refletir os ataques e projéteis lançados contra nós! Agora admitam: ele merece um lugar na lista dos Bosses, em?!












Outra que quer vingança contra a morte de suas irmãs: Euryale, a Górgona. A bicha realmente é poderosa: além da força, seus poderes de petrificação tem um bom raio de alcance e podem ser feitos em forma de explosão ou de esferas que perseguem Kratos!
Apesar de não matarmos Stheno (ela só aparece no Multiplayer de Ascension), a gordona insiste ao contrário. Bom, fazer o que né? Acabou morrendo também..


Perseu, outro conhecido herói da Mitologia. Esse cara é uma besta: ele poderia ter saído com vida da situação, mas preferiu enfrentar Kratos por achar que ele era um de seus testes para ter uma audiência com as Irmãs do Destino e poder trazer sua amada de volta a vida! Mesmo contando com uma espada, o Elmo de Invisibilidade de Hades, um estilingue e o escudo Aegis, não foi páreo para Kratos e acabou sendo morto de uma forma lindamente linda!




Esse não é exatamente um Boss, mas também conta como um. O que acontece é que Ícaro já está bem velhinho e lelé da cuca, então ele podia tentar (e o fez!), mas Kratos acabaria por matá-lo. Ícaro, apesar de toda sua incapacidade de luta, montou uma boa estratégia ao se jogar com Kratos do penhasco. O que ele não contava é que o Espartano iria arrancar suas asas de cera e deixá-lo cair no abismo sem fim, direto para as garras da Morte!
É, Dédalo não ficará feliz ao saber dessa notícia!




Esse jovem rapaz, nomeado simplesmente de O Último Espartano, merecia ganhar várias medalhas de honra por ter saído de sua casa (Esparta), que havia sido destruída totalmente, e sair combatendo qualquer um que vê pela frente somente com uma espada e um escudo na mão. Infelizmente, fazer isso tem suas consequências! Você pode chegar numa sala escura e começar a batalhar com um inimigo que você não faça ideia de quem seja, e que de repente te mata e revela ser Kratos, o grande General Espartano! Pois foi isso que aconteceu com nosso pequeno herói, que teve seus dias de aventureiros interrompidos por uma Blade of Atena fincada no estômago.
Mas não fique triste meu jovem: você conseguiu deixar Kratos cego de raiva (literalmente, digamos assim!)






Se não bastasse estar totalmente enfurecido, ainda tem que enfrentar o Krakken! Como Kratos estava realmente pouco se fodendo para o que acontecia, ele nem deu bola para a fera que tinha aparecido. Puto da vida por não ter recebido atenção, o Krakken segura Kratos com seus tentáculos e finalmente o Espartano acorda pra vida.
Pobre Krakken, não deveria ter feito isso pois assim que Kratos retornou, quem ''apagou'' do mundo real foi o Krakken, se é que você me entende!




Finalmente chegando nas Irmãs do Destino, Kratos se vê obrigado a enfrentar a mais gostosa e mais normal delas logo de cara: Láquesis. Bom, de certa forma ele pediu isso, invadindo o templo da garota, o que é um baita de uma profanação (quem discordar, leia o mito de Atena e saberá o quanto a Deusa-Virgem já sofreu com isso! Claro que quem a profanou sofreu ainda mais, mas isso não vem ao caso. Quem quiser saber mais sobre o mito de Atena, leia: Os Olimpianos - Atena). Láquesis usa seu cetro mágico e seu poder de voo para ficar indo de um canto para o outro numa tentativa de não morrer tão fácil para o Espartano.
Mas quando vê que não vai dar certo, ela resolve apelar e chamar uma pequena ajuda:
Átropos, a Irmã (do Destino, não do convento!) do tempo passado! Foi bem bolada essa luta, pois ela leva Kratos até o dia da luta contra Ares, e os dois ficam batalhando em cima da Lâmina dos Deuses. O objetivo de Átropos é quebrar a Lâmina, impedindo assim que Kratos a use para matar o Deus da Guerra e morra lá mesmo!
E caso ela realmente consiga destruir a Espada, uma cena é mostrada com Ares matando Kratos! Mas, claro, isso não ecxiste e Kratos impede a destruição da Lâmina e prende Átropos dentro do Espelho do Tempo.
Láquesis fica puta e tenta a todo custo libertar sua Irmã, mas acaba indo parar dentro do Espelho também e sendo destruída junta com Átropos de uma vez por todas! É vadias, fala agora que Kratos não é dono do próprio destino, fala!


Essa.. coisa, merecia ganhar um prêmio de "Criatura Escrota do Ano", porque, puta que lhe pariu, haja criatividade para criar uma criatura enorme, gorda e com 4 braços e vários peitos :O
Cloto é a última Irmã que Kratos tem que despachar pra finalmente chegar ao Tear do Tempo, Teia do Destino ou qualquer outra coisa que você queira chamar!
A batalha contra ela é bem fácil e divertida até de se fazer, porque mistura puzzle e ação, o que acaba dando um ritmo diferente ao Gameplay!












Essa foi a melhor imagem que eu encontrei, sorry =/

E claro, chegou a vez de enfrentarmos nosso papai Zeus, Rei dos Deuses!
Pra confirmar que não adianta o tamanho do inimigo, Kratos irá matá-lo, Zeus fica maior e logo é obrigado a voltar a forma normal.
A partir dai será um lindo empresta-empresta com a Blade of Olympus, ora ficando com Zeus, outrora com Kratos.
Enfim, usando todos seus poderes adquiridos até agora, Kratos finalmente.. se rende! "What?"
Haha, Kratos decidiu trollar seu pai aqui: quando Zeus achou que tinha ganho, Kratos usou o Velocino pra desviar um ataque da Blade of Olympus e contra-atacou bonito seu pai, que apesar de perder 500 litros de sangue, não morreu! No final, já sabemos o resultado né? Quem não sabe, por favor, trate de assistir no Youtube xP





God of War III

Chegamos ao God of War mais fodelástico de todos! Uhuuul, bora matar os Olimpianos \o/



Em 5 minutos de jogo, já damos de cara com o primeiro Boss: Hippocampi (não, não é Leviatã, é Hippocampi!), um cavalo da água que pertence a ninguém mais ninguém menos que ao Deus Poseidon. O principal objetivo do cara é tentar derrubar os Titãs, puxando suas pernas, e claro, infernizar a vida de Kratos.
É preciso duas lutas para acabar com ele.




Pra começar bem a série "Matança dos Olimpianos": Poseidon! O Deus dos Mares resolveu ser um pouquinho covarde: entrou em sua armadura aquática, que o deixa enorme e bem mais forte.
Mesmo assim, Kratos não desiste. Com a ajuda de Gaia, ele arranca Poseidon de dentro da armadura e o espanca de um jeito que da até prazer de ver, terminando por "esmagar" seus olhos com os dedos. Como consequência de sua morte, o nível dos mares cresce até só sobrarem o pico das altas montanhas.


Agora é a vez de Hades, um dos preferidos da galera. Os caras da Santa Monica acertaram em cheio na aparência do Deus dos Mortos: seu corpo é pura carne, e sua cabeça protegida por um elmo com chifres e pelo vão, é possível ver chamas pela cabeça do Deus.
Mas na verdade Hades é feio pra cacete sem esse elmo XP. Quem jogou sabe muito bem!
Por fim, Hades não conseguiu fazer o que desejava, que era arrancar a alma de Kratos e vingar a morte de sua esposa (Perséfone), sua sobrinha (Atena) e de seu irmão (Poseidon), porque a situação se inverteu, e foi o Espartano que arrancou a alma do Deus!
Como consequência de sua morte, todas as almas são libertadas de sua prisão no Hades, vivendo em um tormento eterno pelo mundo afora!


O mais engraçado e excêntrico dos Deuses: Hermes! E quando digo excêntrico, por favor leia: Gay! Hermes desde o primeiro encontro, gosta de provocar Kratos com sua voz engraçada :P
A questão é que não adianta ser engraçado e nem correr rápido, uma hora Kratos te pega e arranca suas pernas, amigão!
Como consequência da morte de Hermes, pragas são libertadas e começam a infestar o mundo com doenças.


Na luta contra Hércules, percebemos que não vale a pena sentir inveja do seu meio-irmão, mesmo que você seja maior e aparentemente mais forte do que ele. 
A razão pela qual Hércules decide enfrentar Kratos é porque ele acha ser o merecedor do trono do Deus da Guerra, e diz que se conseguir matá-lo, os Deuses irão recompensá-lo! Usando os Cestus de Nemeia que ele ganhou após derrotar o Leão de Nemeia (se quiserem saber mais sobre o mito de Hércules, leiam: Heróis - Hércules), Hércules tenta, mas não consegue... E acaba sendo morto por Kratos, levando várias e várias porradas na cara com a Manopla.


Kratos pode ter enfrentado Teseu, Colosso de Rodes, Basilisco, Scylla, Cloto e vários outros maiores do que ele, mas nenhum outro havia sido um desafio tão grande (entenderam?) quanto Cronos, que literalmente poderia ter esmagado Kratos como um mero inseto a qualquer hora. Claro que o Espartano não deixou e escapou de todas as tentativas. Escapou até mesmo do velho truque de "engolir" que Cronos usou contra os próprios filhos algum tempo atrás (se quiserem saber mais sobre o Mito, leiam: A Ascensão de Zeus e a Titanomaquia), acabando por ter o estômago rasgado. A morte de Cronos foi uma das mais belas: teve uma pedra ônix enfiada na garganta e a Blade of Olympus na testa! Morte á altura de um Titã!



Skorpios é como se fosse um guardião do Labirinto, e é preciso matá-lo para conseguir a chave para o mesmo.
Ele é um escorpião gigante com partes do corpo feitas por ônix, nos obrigando assim a usar a Nemean Cestus na maior parte da batalha. 
Uma curiosidade é que Skorpios é fêmea, pois ela é a responsável pelos filhotes de escorpião que nos perturba no jogo.


E finalmente: Zeus. O Rei dos Deuses (ou agora, falecidos Deuses :P) gosta de provocar Kratos em relação a Pandora, e desperta a fúria do Espartano quando vê que a Caixa está vazia e começa a rir dele.
Zeus geralmente não luta completamente ''sozinho'', como em GoW2, que invocou Sirenes. Em GoW3, ele é igualmente covarde e invoca alguns clones quando o palco da batalha muda para o coração de Gaia! E digo uma coisa: essa luta causa muita raiva no Very Hard! Mais raiva ainda quando você passa por tudo isso e ainda o Espírito de Zeus volta pra te enfrentar. 
Mas depois, espancá-lo por tempo ilimitado (o tempo vai depender de sua paciência e disposição para socá-lo) compensa tudo isso! 
Como consequência de sua morte o mundo é praticamente destruído, deixando-o em um verdadeiro caos!


Depois de matar tantos (fora os que não foram Bosses, e não apareceram aqui!), Kratos se mata \o/
Então é isso, espero que vocês tenham gostado, porque essa merda deu trabalho pra fazer xD Comentem ai: qual seu Boss preferido da Saga GoW?

4 comentários:

  1. Faltou um boss do gow 1 que usa a lança do destino, não lembro o nome dele, mais é muito apelão

    ResponderExcluir
  2. Faltou um boss do gow 1 que usa a lança do destino, não lembro o nome dele, mais é muito apelão

    ResponderExcluir

Faça um comentário sobre o que você achou do post! Discuta com os visitantes do blog e participe para deixa-lo ainda melhor.

Xat